quinta-feira, 1 de junho de 2017

10 itens de sobrevivência ideais com preços razoáveis



Conservas, lanternas, um kit de primeiros socorros e água potável - se você tem estes em uma situação de sobrevivência, você está bem, certo? Sim, provavelmente - mas adicione apenas alguns itens a mais para o seu arsenal de sobrevivência e você pode deixar de apenas sobreviver para realmente prosperar, mesmo durante uma emergência. Estes 10 itens não são apenas acessíveis e fáceis de encontrar, mas incrivelmente úteis de muitas maneiras, então você definitivamente vai receber o valor de seu investimento.

Acendedores de fogo em cubo





Fogo pode ser útil na maioria das situações de sobrevivência, porque permite que você se mantenha quente, cozinhe alimentos e ferva água para beber. No entanto, nem sempre é fácil iniciar o fogo, mas é aí que os acendedores de fogo em cubo entram. De acordo com uma lista em AskaPrepper.com, este item é uma dádiva de Deus quando você precisa de fogo em condições menos do que ideais.

Cobertor de emergência





Enquanto sua função principal é mantê-lo quente e confortável, é realmente uma ferramenta multiuso que também funciona como uma tenda improvisada. De acordo com SeattleBackpackersMagazine.com, usá-lo como uma rede, um funil, ou criar uma bolsa de ar em um incêndio florestal são apenas algumas das 50 maneiras de fazer uso deste item simples, mas salva-vidas.

Paracord 550





Ainda outro item multifuncional na lista, você pode usar cordas de pára-quedas para proteger barracas, criar um sistema de polia, marcar uma trilha, ou pendurar alimentos acima do solo para salvá-lo dos animais.

Serra dobrável



Manter uma serra dobrável leve na mão é útil para a coleta de madeira para incêndios ou qualquer outro propósito.

Baterias





É melhor certificar-se de que você tem uma boa fonte de diferentes tipos de baterias para que seus objetos eletrônicos importantes fiquem carregados. Baterias também podem ser uma mercadoria útil para barganhar se a situação pedir.

Fita adesiva





Os limites para o que você pode fazer com fita adesiva são infinitas. Como a UrbanSurvivalSite.com compartilhou, este item doméstico comum pode ser usado para qualquer coisa, desde fixação de contentores rachados (essencial para a água), selando a sua área contra patógenos, mantendo insetos ou rochas para fora de suas botas, remendar buracos em sua tenda, fazer uma tala, ou fazer uma lança. Também é barato e fácil de encontrar, então não há razão para não estocar isso!

Fio de cobre





Desde fazer armadilhas, à construção de eletrônicos simples, fio de cobre é um ótimo item para ter em seu kit de sobrevivência.

Hardtack




Este biscoito não pode ser o mais delicioso, mas dura por até 100 anos. Ter uma boa oferta de hardtack como sustento de emergência é uma ótima maneira de garantir que você sempre terá uma fonte de alimento disponível, não importa onde você se encontra.

Kit de costura






A moda é dificilmente a primeira preocupação em uma situação de sobrevivência, então a maioria dos sobrevivencialistas realmente não pensam em manter um kit de costura ao redor. Mas este item despretensioso tem mais usos do que você pensa. Além de consertar roupas, a agulha e a linha de sua avó podem reparar tendas e mochilas e até costurar feridas abertas.

Garrafa de Filtro





A água potável limpa é uma das maiores prioridades em qualquer situação de emergência - mas pode não haver sempre uma fonte ao redor. Ter uma garrafa de água com um filtro embutido significa que você não terá que ficar fervendo ou branqueando a água para se certificar de que é segura beber. Este item tira muito tempo e problemas do processo de obter algo que você vai precisar constantemente.

Seja qual for a situação em que você se encontra - se você está perdido no deserto, preso em casa depois de um desastre natural, ou sobrevivendo às consequências de um pulso eletro-magnético, esses itens simples podem ajudar a mantê-lo vivo.

Fontes: Natural News , Notícias Alternativas

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Pé Grande pegadas falam de humanos gigantes na China




Uma das pegadas encontradas fossilizadas na rocha é quase duas vezes maior que um pé humano.

Um grupo de fotógrafos encontrou quarta-feira uma série de pegadas gigantes de pé humano fossilizadas numa rocha na vila chinesa de Pingyan, na província de Guizhou, informa o portal chinês Sina.

Uma das pegadas, que pode levar-nos a tempos antigos, tem a forma de um pé esquerdo e é quase duas vezes tão grande como a de um pé humano real.





Os investigadores estão a realizar um estudo dos traços para determinar a origem das marcas gigantes numa pedra antiga e explicar a origem e datação de essas pegadas.





Esta não é a primeira descoberta deste tipo de pegadas gigantes. Em 1912 o agricultor Stoffel Coetzee Sul-Africano encontrou uma com 128 cm de comprimento e 60 de largura.

Fontes: RT , Novos Insólitos 

Governo Temer suspende programa nacional de combate ao analfabetismo


Com uma das piores taxas de analfabetismo da América do Sul e sem cumprir compromissos internacionais na área, o Brasil interrompeu o programa federal que ensina jovens e adultos a ler e escrever.

Ao todo, 13 milhões no país não sabem decifrar nem um bilhete simples, o equivalente a 8,3% da população com 15 anos ou mais. Esse contingente era alvo do Brasil Alfabetizado, executado por Estados e municípios com verba do governo federal.

O Ministério da Educação afirma que o programa está em execução, mas prefeituras e governos estaduais relatam um bloqueio no sistema da pasta que impede o cadastro de alunos -o que inviabiliza o início de novas turmas.

A interrupção do programa foi confirmada pelo ministério a uma cidadã que o questionou sobre o tema por meio da Lei de Acesso à Informação. “Até o momento não há previsão de reabertura do Sistema Brasil Alfabetizado para ativação de novas turmas”, respondeu, em junho, a pasta chefiada pelo ministro Mendonça Filho (DEM).

Atualmente, só os alunos cadastrados antes desse bloqueio do sistema estão frequentando as aulas. De acordo com o ministério, são 168 mil no atual ciclo, iniciado em outubro do ano passado.

O número explicita o encolhimento do programa. Relatórios da pasta mostram que, até 2013 (dados mais recentes), eram ao menos 1 milhão de atendidos ao ano.

NORDESTE

A Folha indagou a todos os governos do Nordeste, onde estão 54% dos analfabetos do país, sobre a situação do Brasil Alfabetizado.

Sete dos nove Estados da região responderam, e relataram, no mínimo, expressiva queda de atendimento desde o bloqueio do programa e, nos piores casos, o fim dos cursos de alfabetização.

“Começamos a inserir os nomes dos alunos em maio, mas, no início de junho, o MEC avisou que o sistema tinha sido fechado”, diz Tereza Neuma, diretora de políticas de Educação de Alagoas.

“As aulas começariam em setembro, mas suspendemos o processo após o bloqueio, em junho”, afirma Janyze Feitosa, gestora local do programa em Pernambuco.

“Em 2016, devido à suspensão do Programa Brasil Alfabetizado pelo MEC, as atividades letivas ainda não tiveram inicio”, disse a secretaria de Educação do Ceará.

Os governos de Piauí, Rio Grande do Norte e Bahia também relataram redução e descontinuidades dessa ação.

Criado em 2003, o programa é elogiado pela dimensão e capilaridade, mas é criticado por seu índice de eficácia.

Documento deste ano feito por um grupo que incluiu o Ministério da Educação aponta uma taxa de alfabetização de 47% a 56% dos alunos.

“É uma política grande, mas demonstrou dificuldade de fazer com que o aluno voltasse a estudar”, diz Roberto Catelli, um dos autores do texto e coordenador de Educação de Jovens e Adultos da ONG Ação Educativa. A pouca integração com a EJA (antigo supletivo) é uma das explicações para resultados negativos do programa, ao lado da baixa qualificação de educadores.

O sistema de gestão também chegou a ter uma interrupção pontual em janeiro. 

 

Os problemas deixam o Brasil ainda mais atrasado no compromisso assumido em conferência mundial, em 2000, de chegar a 2015 com uma taxa de analfabetismo de 6,7%. No atual ritmo, só chegara à meta em 2022.

OUTRO LADO

O Ministério da Educação afirma que o Brasil Alfabetizado “está mantido e encontra-se em execução”.

Diz que está iniciando a preparação de novas turmas, mas ainda não há uma data para que isso aconteça.

Por meio da assessoria, a pasta declarou ainda que as turmas atuais do programa foram abertas em outubro de 2015 e têm duração de oito meses. No atual ciclo, informa, são 17.445 turmas com 167.971 alfabetizandos.

A gestão do ministro Mendonça Filho (DEM), que assumiu em maio, também afirma que encontrou cortes no orçamento de 2016 para os programas Brasil Alfabetizado, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Pro Jovem no valor de R$ 120 milhões, e que os mesmos programas já haviam sofrido corte na ordem de R$ 112 milhões em 2015.

“Infelizmente, os indicadores de analfabetismo entre jovens e adultos ainda são elevados”, diz a pasta, que cita o crescimento da taxa de analfabetismo entre jovens e adultos em alguns Estados.

É o que aconteceu com cinco Estados de 2013 para 2014, ano com dados mais recentes: AL, GO, PI, RS e SP.

“O MEC considera a alfabetização uma política pública prioritária, está discutindo com vários segmentos o problema, avaliado os programas de alfabetização existentes e estuda a melhor forma de reverter esse cenário.”

A assessoria do ex-ministro da Educação Aloizio Mercadante (PT), que comandou a área até o afastamento da presidente Dilma Rousseff, atribuiu problemas orçamentários da pasta à situação política e criticou o que chamou de “desmonte” da área.

Ele disse ter mantido ações no Brasil Alfabetizado em 2016, mesmo com restrições financeiras. Segundo a equipe do ex-ministro, questões orçamentárias do MEC estavam ligadas à espera pela aprovação da alteração da meta fiscal no Congresso.

VIA: Folha de São Paulo

LIBERDADE DE EXPRESSÃO

É importante esclarecer que este Site, em plena vigência do Estado Democrático de Direito, exercita-se das prerrogativas constantes dos incisos IV e IX, do artigo 5º, da Constituição Federal. Relembrando os referidos textos constitucionais, verifica-se: “é livre a manifestação do pensamento, sendo vedado o anonimato" (inciso IV) e "é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença" (inciso IX). Além disso, cabe salientar que a proteção legal de nosso trabalho também se constata na análise mais acurada do inciso VI, do mesmo artigo em comento, quando sentencia que "é inviolável a liberdade de consciência e de crença". Tendo sido explicitada, faz-se necessário, ainda, esclarecer que as menções, aferições, ou até mesmo as aparentes críticas que, porventura, se façam a respeito de doutrinas das mais diversas crenças, situam-se e estão adstritas tão somente ao campo da"argumentação", ou seja, são abordagens que se limitam puramente às questões teológicas e doutrinárias. Assim sendo, não há que se falar em difamação, crime contra a honra de quem quer que seja, ressaltando-se, inclusive, que tais discussões não estão voltadas para a pessoa, mas para idéias e doutrinas.

DIREITOS AUTORAIS

Todas as imagens, vídeos e coisas do gênero que aparecem no site são reproduções de outros sites e midiaglobalista.blogspot.com.br/ não reivindica nenhum crédito para si, a não ser que seja propriamente original e criado por nós sem o envolvimento de conteúdo de outros. Se você (ou sua empresa) possui os direitos de alguma imagem e não quer que ela apareça no midiaglobalista.blogspot.com.br/ favor entre em contato pelo e-mail: midiaglobalista@gmail.com e ela será prontamente removida.

ART.220

Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observando o disposto nesta Constituição. Constituição Federal do Brasil (1988)

No Ar

Blog inaugurado dia (27/07/2013)



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...